Cuidados com os cães e gatos no frio: veja como protegê-los

Especialista expõe dicas que podem ajudar a preservar a saúde dos animais

Com a chegada das baixas temperaturas e tempo seco, não são apenas os humanos que sentem, os animais de estimação também podem sofrer e precisam de cuidados especiais nessa época do ano. Algumas medidas podem evitar problemas sérios na saúde do pet.

Exemplos de cuidados essenciais são: garantir que o ambiente onde o cão ou gato dorme seja aquecido, além de mantê-lo seco. Também é preciso estar atento aos animais que ficam fora de casa. O lugar precisa ter uma cobertura para ajudar a manter o interior mais seguro do frio, de chuvas e geadas. “A sugestão é forrar a casinha com papelão e cobertores que vão ajudar a proteger o animal”, orienta o professor do curso de Medicina Veterinária da faculdade Anhanguera, Thiago Bastos.

O especialista alerta para outros cuidados. “No inverno, os cães em especial, estão muito mais suscetíveis à gripe, então é muito importante vaciná-los o quanto antes. Além da vacina, é necessário prestar atenção ao horário do passeio. Agasalhar o cachorro também é importante, principalmente em momentos do dia em que o frio possa estar mais intenso. No entanto, vai depender da raça, pois têm cachorros que suportam melhor os efeitos do ar gelado”, enfatiza Bastos.

O médico veterinário ressalta algumas doenças que podem ser mais comuns no período de frio. “Para os cães, a doença mais comum é a tosse dos canis e para os gatos, a rinotraqueíte. Ainda, existem as doenças alérgicas que ocorrem com bastante frequência nessa época do ano”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um + 19 =